segunda-feira, 6 de setembro de 2010

Meu encontro com o Dr. Rey no 5º Congresso Científico Latino-Americano de Estética


Durante o evento que participei, tive a oportunidade de assistir a uma palestra do Dr. Rey (Dr. Hollywood) que entre outros assuntos, ressaltou sobre a importância das profissionais esteticistas nas intervenções cirúrgicas. Segundo ele revelou a cirurgia deve ser sempre a última opção. “Só devemos operar em último caso. Antes é preciso tratar com cremes, massagens e protocolos estéticos. É preciso atuar prioritariamente na prevenção”.

Dr. Rey abre o 5º Congresso Científico Latino-Americano de Estética




Começou de forma empolgante o 5º Congresso Científico Latino-Americano de Estética na Beauty Fair 2010. Após o cerimonial de abertura com a presença dos profissionais que forma o comitê científico do evento, as participantes tiveram uma apresentação com o cirurgião plástico Dr. Robert Rey, conhecido popularmente como Dr. Hollywood.
Num bate-papo comandado pela coordenadora do Congresso, Ana Claudia Petkevicius, o médico falou da posição de destaque que vem tomando o Brasil e de seu orgulho em ser brasileiro. “O Brasil lidera quando o assunto é beleza. O mundo todo olha para cá. As mulheres brasileiras são as mais bonitas e não há como ler um livro da área sem encontrar referências bibliográficas de profissionais daqui”, comentou.


Entre outros assuntos, Dr. Rey falou sobre a importância da profissional esteticista nas intervenções cirúrgicas. “A chefe da minha clínica é uma esteticista. Eu faço apenas 20% do trabalho. Sou eu que peço opiniões para ela e não o contrário”, revelou. Para ele, a cirurgia deve ser sempre a última opção. “Só devemos operar em último caso. Antes é preciso tratar com cremes, massagens e protocolos estéticos. É preciso atuar prioritariamente na prevenção”.
O médico falou ainda sobre seus próprios segredos de beleza. “Tenho uma alimentação muito regrada. Como a cada três horas. Sinto vontade de comer bolo de chocolate; todo mundo é um pouco desleal à sua dieta de vez em quando. Mas, quando escorrego, faço jejum no dia seguinte”, contou ao revelar sua idade, 50 anos.

Por fim, o cirurgião deixou uma mensagem às esteticistas, recomendando que elas tenham muito carinho com suas clientes. “Não podemos ver o dinheiro em primeiro lugar. Antes de mais nada, tenho amor pelas minhas pacientes. O nosso toque tem o poder da cura. Tenho uma relação muito próxima com elas. Vou às festas e às convido para freqüentarem minha casa. Este é o segredo do meu sucesso”, afirmou reforçando suas características típicas de brasileiro.
Por Marília Cardoso