sábado, 20 de fevereiro de 2010

Tratamento de Microvarizes sem cirurgia, sem agulhas, sem dor e sem contra indicação.



Tratamento Ortomolecular para Microvarizes




A terapia Ortomolecular tem como objetivo manter o equilíbrio das moléculas que fazem parte do nosso organismo.

Quando as moléculas de nosso organismo estão em equilíbrio estamos bem de saúde mas, quando este equilíbrio é quebrado, determinando uma desorganização molecular, adquirimos doenças.

A tarepia ortomolecular tem atingido alta expressividade nos centros universitários nos últimos anos, motivando estudos científicos que determinam a importância dos conceitos ortomoleculares, assim como a correlação entre a produção de radicais livres, agindo como causa ou conseqüência com as doenças degenertivas ou crônicas.



O que são varizes:



Varizes são veias dilatadas e tortuosas que se desenvolvem sob a superfície cutânea. Dependendo da fase em que se encontram, podem ser de pequeno, médio ou de grande calibre.A palavra variz se origina do latim: VARIX que sigifica SERPENTE.As veias mais acometidas pela doença varicosa são as dos membros inferiores: nos pés, pernas e coxas.Algumas pessoas apresentam minúsculas ramificações, de coloração avermelhada. Estes casos costumam ser assintomáticos e provocam apenas desconforto estético em seus portadores. Esses pequenos vasos são de localização intradérmica.


Nem todo mundo tem varizes. Calcula-se que 18% da população adulta tem varizes. Só no Brasil estima-se que mais de vinte milhões de pessoas carregam esta doença. E, dessas pessoas, as maiores vítimas são as mulheres por causa dos hormònios femininos – principalmente a progesterona que favorece a dilatação das veias. Agora, o principal fator de risco para se ter varizes é a presença desta doença na família: a hereditariedade. Veja agora outros fatores que contribuem para faforecer o aparecimento das varizes ou agravar as varizes de quem já as tem:

Idade – costumam aparecer a partir de 30 anos de idade e podem ir piorando com o passar os anos. É pouco freqüente antes dos 30 anos. Entretanto, as microvarizes ou “aranhas vasculares”, também chamadas de “vasos”, podem aparecer em pessoas bem mais jovens.

Sexo – as mulheres são mais propensas do que os homens;fatores hormonais da gestação, menstruação e menopausa parecem ter relação com a maior facilidade de dilatação das veias;alguns pesquisadores relatam que as terapias de reposição hormonal e anticoncepcionais aumentam o risco de varizes.

História Familiar – se há uma incidência de varizes na família, a sua chance de ter a doença será maior.

Obesidade – o sobrepeso aumenta a pressão sobre as veias e dificulta o retorno venoso.• Traumatismo nas pernas

Temperatura – exposição ao calor por tempo prolongado pode provocar dilatação das veias. Não é à toa que a incidência de varizes é um pouco menor nos países mais frios. Portanto, cuidado com a exposição excessiva ao calor do sol, das saunas, dos fornos, etc.

Tabagismo – pesquisas revelam que a parede das veias também sofre as agressões das substâncias contidas nos cigarros

Gravidez – Durante a gravidez a quantidade de sangue circulante aumenta e, portanto, aumenta o trabalho das veias. Aumenta também a quantidade de progesterona, aquele hormônio que dilata as veias. Outro fato que acontece na gestação: o útero vai aumentando de tamanho e vai comprimindo as veias do abdômen e da região pélvica da mulher, colocando assim um obstáculo para a subida do sangue das pernas para o coração. As “varizes” que aparecem durante a primeira gravidez frquentemente desaparecem após o parto. Já aquelas que surgem a partir da segunda gestação costumam permanecer após o nascimento do bebê.

Sedentarismo – o movimento das pernas é muito importante para “bombear” o sangue das veias. Portanto, ficar muito tempo sentado ou em pé parado é muito ruim para o trabalho das veias. Os exercícios e o combate ao sedentarismo são muito importantes para a circulação corporal. Portanto, muito cuidado com os trabalhos em que somos obrigados a ficar parados muito tempo.

Pílulas anticoncepcionais e reposição hormonal – mais uma vez encontramos o problema dos hormônios atrapalhando as veias da perna. Alguns pesquisadores já responsabilizam os hormônios anticoncepcionais pelo aparecimento de varizes em mulheres jovens. O Fórum da Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular (www.sbacv-nac.org.br) adverte inclusive para os cuidados que devem ser tomados com os remédios usados para a terapêutica de reposição hormonal (http://www.climaterio.org/).



O Tratamento


Baseando-se na terapia ortamolecular, na ionização e na mineralogia em sua composição, melhora a circulação sanguínea e a elasticidade das veias que retornam ao seu tamanho normal, fazendo com que o coração consiga trabalhar o fluxo sanguíneo sem esforço.

Como consequência o inchaço e o peso das pernas diminui, o sangue passa a fluir normalmente sem ser visto através da pele, tornando-o assim, um tratamento de grande benefício para a saúde e estética das pernas.

A quantidade de sessões varia de pessoa para pessoa, mas o resultado costuma ser permanente. Como prevenção ao retorno do problema é recomendado que se faça uma manuntenção pelo menos anual de algumas sessões.

Desconto de 10% a vista ou em até 18X no cartão


Promoção de Páscoa: R$45,00 a sessão para tratamentos personalizados fechados até 31/07/2012


Ligue e agende sua avaliação (11)4634-3831



Nenhum comentário: