sábado, 20 de fevereiro de 2010

Tratamento de Microvarizes sem cirurgia, sem agulhas, sem dor e sem contra indicação.



Tratamento Ortomolecular para Microvarizes




A terapia Ortomolecular tem como objetivo manter o equilíbrio das moléculas que fazem parte do nosso organismo.

Quando as moléculas de nosso organismo estão em equilíbrio estamos bem de saúde mas, quando este equilíbrio é quebrado, determinando uma desorganização molecular, adquirimos doenças.

A tarepia ortomolecular tem atingido alta expressividade nos centros universitários nos últimos anos, motivando estudos científicos que determinam a importância dos conceitos ortomoleculares, assim como a correlação entre a produção de radicais livres, agindo como causa ou conseqüência com as doenças degenertivas ou crônicas.



O que são varizes:



Varizes são veias dilatadas e tortuosas que se desenvolvem sob a superfície cutânea. Dependendo da fase em que se encontram, podem ser de pequeno, médio ou de grande calibre.A palavra variz se origina do latim: VARIX que sigifica SERPENTE.As veias mais acometidas pela doença varicosa são as dos membros inferiores: nos pés, pernas e coxas.Algumas pessoas apresentam minúsculas ramificações, de coloração avermelhada. Estes casos costumam ser assintomáticos e provocam apenas desconforto estético em seus portadores. Esses pequenos vasos são de localização intradérmica.


Nem todo mundo tem varizes. Calcula-se que 18% da população adulta tem varizes. Só no Brasil estima-se que mais de vinte milhões de pessoas carregam esta doença. E, dessas pessoas, as maiores vítimas são as mulheres por causa dos hormònios femininos – principalmente a progesterona que favorece a dilatação das veias. Agora, o principal fator de risco para se ter varizes é a presença desta doença na família: a hereditariedade. Veja agora outros fatores que contribuem para faforecer o aparecimento das varizes ou agravar as varizes de quem já as tem:

Idade – costumam aparecer a partir de 30 anos de idade e podem ir piorando com o passar os anos. É pouco freqüente antes dos 30 anos. Entretanto, as microvarizes ou “aranhas vasculares”, também chamadas de “vasos”, podem aparecer em pessoas bem mais jovens.

Sexo – as mulheres são mais propensas do que os homens;fatores hormonais da gestação, menstruação e menopausa parecem ter relação com a maior facilidade de dilatação das veias;alguns pesquisadores relatam que as terapias de reposição hormonal e anticoncepcionais aumentam o risco de varizes.

História Familiar – se há uma incidência de varizes na família, a sua chance de ter a doença será maior.

Obesidade – o sobrepeso aumenta a pressão sobre as veias e dificulta o retorno venoso.• Traumatismo nas pernas

Temperatura – exposição ao calor por tempo prolongado pode provocar dilatação das veias. Não é à toa que a incidência de varizes é um pouco menor nos países mais frios. Portanto, cuidado com a exposição excessiva ao calor do sol, das saunas, dos fornos, etc.

Tabagismo – pesquisas revelam que a parede das veias também sofre as agressões das substâncias contidas nos cigarros

Gravidez – Durante a gravidez a quantidade de sangue circulante aumenta e, portanto, aumenta o trabalho das veias. Aumenta também a quantidade de progesterona, aquele hormônio que dilata as veias. Outro fato que acontece na gestação: o útero vai aumentando de tamanho e vai comprimindo as veias do abdômen e da região pélvica da mulher, colocando assim um obstáculo para a subida do sangue das pernas para o coração. As “varizes” que aparecem durante a primeira gravidez frquentemente desaparecem após o parto. Já aquelas que surgem a partir da segunda gestação costumam permanecer após o nascimento do bebê.

Sedentarismo – o movimento das pernas é muito importante para “bombear” o sangue das veias. Portanto, ficar muito tempo sentado ou em pé parado é muito ruim para o trabalho das veias. Os exercícios e o combate ao sedentarismo são muito importantes para a circulação corporal. Portanto, muito cuidado com os trabalhos em que somos obrigados a ficar parados muito tempo.

Pílulas anticoncepcionais e reposição hormonal – mais uma vez encontramos o problema dos hormônios atrapalhando as veias da perna. Alguns pesquisadores já responsabilizam os hormônios anticoncepcionais pelo aparecimento de varizes em mulheres jovens. O Fórum da Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular (www.sbacv-nac.org.br) adverte inclusive para os cuidados que devem ser tomados com os remédios usados para a terapêutica de reposição hormonal (http://www.climaterio.org/).



O Tratamento


Baseando-se na terapia ortamolecular, na ionização e na mineralogia em sua composição, melhora a circulação sanguínea e a elasticidade das veias que retornam ao seu tamanho normal, fazendo com que o coração consiga trabalhar o fluxo sanguíneo sem esforço.

Como consequência o inchaço e o peso das pernas diminui, o sangue passa a fluir normalmente sem ser visto através da pele, tornando-o assim, um tratamento de grande benefício para a saúde e estética das pernas.

A quantidade de sessões varia de pessoa para pessoa, mas o resultado costuma ser permanente. Como prevenção ao retorno do problema é recomendado que se faça uma manuntenção pelo menos anual de algumas sessões.

Desconto de 10% a vista ou em até 18X no cartão


Promoção de Páscoa: R$45,00 a sessão para tratamentos personalizados fechados até 31/07/2012


Ligue e agende sua avaliação (11)4634-3831



Depilação: Mais que estética uma questão de higiêne!


É muito fácil encontrar quem nos faça a depilação, principalmente aquela à base de cera, pois os salões de beleza geralmente oferecem esse tipo de serviço. Mas tome o cuidado de certificar-se de que a cera é descartável, afinal, quem arrisca ter a cera usada para fazer a virilha ou ânus de alguém no seu buço.O hábito de se depilar faz com que sua pele esteja sempre macia e hidratada, proporcionando uma agradável sensação de bem estar e limpeza. Pelos em excesso, além de antiestético, estimulam a transpiração.

Cêra Quente: Entre os métodos mais usados para arrancar os pêlos, a cera quente pode ser colocada no topo do ranking. Ela desbancou a cera fria, por ser um procedimento menos dolorido: a temperatura elevada do produto garante a abertura dos poros, facilitando a retirada dos pêlos.

Cera de mel:É indicada para regiões sensíveis como buço, axilas e virilha, além das outras partes do corpo. Como não exige muita fricção, é recomendada também para mulheres com problemas de circulação sangüínea. Ela só não funciona bem para mulheres que se depilam com lâmina há certo tempo e tendem a ter pêlos mais grossos. Nesses casos, a cera roll on funciona melhor. E só exponha as áreas depiladas ao sol 24 horas depois da depilação.

Ceras calmantes: Para peles mais sensíveis, as ceras de origem vegetal entram em ação. À base de algas, camomila, hortelã, e até mesmo de laranja, elas são excelentes para peles delicadas, graças aos ingredientes de propriedade calmante antiirritação. A maioria opta pela cera de hortelã ou de laranja para depilar o buço e a sobrancelha.

Cera egípcia: O que muda é a consistência do ingrediente principal, o mel. Com a textura um pouco mais resistente, a cera egípcia dispensa o uso da fita TNT. O procedimento precisa ser feito por um profissional, pois são arrancados muitos pêlos de uma vez só: é preciso muita experiência para identificar não só a hora de puxar (seca demais, a cera não extrai a raiz dos pêlos). A direção em que a mistura deve ser espalhada e retirada também merece cuidados redobrados, evitando os terríveis encravamentos.

Roll on: A garantia de higiene é uma das vantagens do método roll on, composto por um aparelho que desliza sobre a pele e papéis descartáveis. No entanto, o procedimento é considerado bastante agressivo. Geralmente, o roll on é indicado para as pernas, excluindo as partes internas que também são bem sensíveis. É o método mais usado para quem tem pêlos fortes e grossos.

Cera fria: Atualmente é o método menos utilizado, pois é um dos métodos que mais agride a pele. Na maioria das vezes, a cera fria é utilizada em casa. A mistura é comprada pronta, passada em papel celofane, aquecida com as mãos e espalhada pelas áreas com pêlos. Para acabar com eles, basta puxar o papel. A dor, porém, não é tão sutil.

Lâmina: Método indicado para situações de emergência, já que os pêlos voltam a crescer em dois ou três dias. É também o maior causador de pêlos encravados, foliculite (inflamação ou infecção do poro por onde o pêlo sai, chamado de folículo piloso) e manchas em áreas como virilha e axilas.

Depilação a laser: Para quem quer se livrar "para sempre" do incômodo de arrancar os pêlos, a alternativa é a depilação a laser. A técnica mais recente é feita com o aparelho Laser Light Sheer, eficaz também para pessoas com pêlos claros e de pele morena ou negra. O laser à luz pulsada não funciona nesses casos.Quem deseja recorrer ao laser, basta abandonar qualquer tipo de depilação com cera um mês antes e, no caso das lâminas, três a cinco dias. É preciso deixar os pêlos crescerem, para verificar em que direção isso acontece. Na prática, os pêlos são raspados e a pele higienizada. A seguir, a esteticista aplica gelo e anestésico nos locais que vão ser depilados. Mas é provável que seja necessária uma nova aplicação depois de alum tempo, que varia de pessoa para pessoa, pois as raízes acabam se regenerando e os pelos embora mais fracos voltam.

Dicas para um a depilação tranqüila :

Sempre dê um intervalo de 24 horas entre a depilação, banho de sol e ou bronzeamento artificial.
Sempre use compressas de chá de camomila (fria) para acalmar a pele eventualmente irritada.
Nunca use roupas muito apertadas sobre a área recém depilada, porque a pele está sensível.
Nunca nade logo depois de se depilar, pois a água pode conter bactérias que tem mais facilidade de penetrar com os poros ainda abertos.
Nunca depile áreas que estejam "descascando" por causa de banho de sol, pois a pele pode sair junto com os pêlos.
Nunca depile áreas onde haja cortes ou ferimentos, porque você pode se machucar mais ainda ou provocar inflamações.Nada como estar com a depilação das pernas em dia, principalmente nas estações mais quentes, quando usamos mais saias, vestidos, bermudas, etc.
Escolha a sua e liberte-se dos pelos indesejáveis!